Equipe CEDErva realiza digitalização de obra rara sobre erva-mate

No início deste mês, integrantes do CEDErva, juntamente com colaboradores da Technische Universität Berlin, realizaram visitação ao Museu e Jardim Botânico de Berlim, na Alemanha. Dentre inúmeros e relevantes estudos publicados sobre as plantas e vegetações da América do Sul aos quais tivemos acesso na biblioteca da instituição (ligada à Freie Universität Berlin), o famoso e também raro livro 'La indústria yerbatera en Misiones', de Carlos Gallardo, pode ser considerado como o ponto alto da visitação.

Publicado em 1898, neste livro estão descritos, com enorme atenção e sensibilidade aos detalhes, os processos de colheita, processamento e distribuição da erva-mate no final do século XIX, além de ilustrar com riqueza as espécimes florestais que compunham os ervais naturais argentinos naquele período. Em anexo ao livro, na parte final, o grande destaque da obra: o mapa gráfico da indústria ervateira em Misiones. Neste mapa, encontram-se representados com pontualidade as localizações dos ervais plantados pelos jesuítas em suas reduções ao longo dos séculos XVII e XVIII.

Devida a relevância desta obra para as pesquisas históricas e botânicas sobre a erva-mate e a raridade desta obra para pesquisa em acervos (de fato, somente um exemplar está catalogado em bibliotecas sul-americanas, e, somando os exemplares disponíveis nos Estados Unidos e Europa, encontramos sete exemplares), nos foi possibilitada a realização da digitalização do livro.

Aqui no site do CEDErva você encontra os links para o download da obra completa, incluindo também o mapa, agora disponíveis para todos os pesquisadores e entusiastas da erva-mate, em excelente qualidade e livre acesso, através dos links abaixo:


GALLARDO, Carlos R. La indústria yerbatera en Misiones. Oficina Nacional de Agricultura. Buenos Aires, San Jorge, 1898. Arquivo em PDF



Mapa gráfico: Indústria yerbatera en Misiones. Desenho de José Stalleng, direção de Carlos Gallardo, 1898. Arquivo em JPEG



Na nossa galeria de imagens, logo abaixo, você poderá conferir algumas fotografias relacionadas ao processo de digitalização do livro, realizada na Bibliothek des Botanischen Gartens und Museums, em Berlim:



Contato

O e-mail do CEDErva é:

Através dele você pode nos enviar perguntas sobre a Ilex paraguariensis e seus sistemas tradicionais de produção, assim como sugestões e críticas.

  • Branca Ícone Instagram